Loading...

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

A Vila Museu de Myrtylis / Myrtylis Museum village



Uma visita à Vila Museu (que no império romano se denominava Myrtylis), situada na encosta do rio Guadiana, onde a cada instante se tropeça em vestígios de outras épocas, os quais aos poucos revelam uma história fascinante.
A vila é constituída por um notável património cultural, monumental e arqueológico.
De sublinhar os seus museus:
· Núcleo romano · Arte Islâmica
· Castelo medieval · Basílica Paleocristã · Arte Sacra

----------------------
A visit to the Museum village (that in the Roman empire it was called Myrtylis), situated in the hillside of the river Guadiana, where in each instant it stumbles on vestiges of other times, which to the few discloses a fascinating history.
The village consists of a remarkable cultural heritage, archaeological and monumental.
To underline its museums:
· Roman nucleus · Islamic art
· Medieval castle · Basilica paleocristã · Sacred art
Fontes: Diversas
.

1 comentário:

sandra valeriote disse...

Estou a acompanhar esse percurso, do turismo arqueológico, através dessas publicações; surgidas aos poucos no blog.
É incrível todos esses sítios, e hoje não resisto a deixar um pouco de desabafo:
Nesse acompanhamento quis entender a sensação de passar por cada sítio desses, apresentado. Então, acredito que num sentido de comparativo, me veio à lembrança a terra, o sol, a lua, as estrelas, o vento etc. Cada qual essencial, cada qual com seu próprio esplendor, e, no entanto completamente diferentes.
Não tem como escolher!
Assim aconteceu comigo acompanhando até aqui, não consegui escolher um sítio, desse percurso, que fosse melhor que o outro.
E outra coisa que me vez viver essa viagem, na imaginação, foi o facto do quanto o homem moderno possui tecnologias precisas para as criações: uma simples trena à laser, por exemplo, já oferece a ele medição de um terreno sem precisar cansar-se; um computador o entrega um projecto, dimensionado, cheio de perspectivas, em todas as formas, e por aí segue de vantagens... Já no passado, vislumbramos todas essas criações provindas do homem, mas no sentido que o prevalecer era apenas a própria capacidade existida, em si próprio.
Muito bacana mesmo!
Paz e bem!